Ações alertam população sobre o desligamento do sinal analógico de TV

(16/10) Sinal será desligado na região de Florianópolis em 31 de janeiro, mas o sinal digital já está disponível

Alunos do SENAI/SC começaram a ser preparados para agir como voluntários na "Patrulha Digital"

Em Florianópolis e em outras 4 cidades da região (Biguaçu, Palhoça, Paulo Lopes e São José), o sinal analógico de TV está previsto para ser desligado no dia 31 de janeiro. Até lá, a população desta região precisa preparar suas casas para que continuem assistindo os canais aberto de televisão. O sinal digital já está disponível e todo aparelho de televisão pode exibir a programação dos canais abertos com melhor qualidade. Se o equipamento for de tubo ou fabricado antes de 2010, precisará de uma antena digital e um conversor. Se o televisor for de tela fina fabricado depois de 2010, precisará apenas uma antena para TV digital.

Desde o início do mês de outubro, diversas ações estão alertando a população sobre o desligamento. Na sexta-feira 13, o “Digital”, mascote da SEJA DIGITAL (empresa criada para conduzir o desligamento em todo o Brasil), estava em uma loja do centro de Florianópolis para ajudar a desmistificar a população sobre o que é, e como funcionará o processo de desligamento do sinal de TV analógico. Na segunda-feira 16, alunos do SENAI receberam o primeiro treinamento para formação da “Patrulha Digital”, grupo de voluntários que vai percorrer comunidades carentes tirando dúvidas e ajudando na conversão.

Equipes de TV estiveram em uma loja que serviu como ponto de encontro para desmitificar a população sobre o desligamento do sinal analógico

O processo de digitalização dos canais de TV tem previsão para ser concluído no final de 2018 e a Seja Digital é a entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pela operação do processo de migração do sinal de TV no Brasil. Com esta mudança, a programação da TV aberta no Brasil seguirá padrões internacionais de transmissão, a exemplo do que já aconteceu em países como China, EUA e Reino Unido, permitindo aos telespectadores que desfrutem de seus programas favoritos com imagem e som com qualidade similar à de uma sala de cinema.

O processo de migração, que já passou por Rio Verde, em Goiás, e pelas regiões do Distrito Federal (10 cidades), São Paulo (39 cidades), Goiânia (29 cidades), Recife (14 cidades), Fortaleza (15 cidades) e Salvador (20 cidades) tem obtido resultados positivos após o encerramento das transmissões analógicas, com quase 100% da população digitalizada. 

Fonte: com informações da SEJA DIGITAL