Entidades apresentam G-Sul ao mercado publicitário de Brasília

(19/04) Representantes de agências e da SECOM conheceram o movimento de mobilização político-social dos três estados do Sul

 

Lançamento G-SUL com Mercado Publicitário

Veja acima o álbum de fotos do lançamento do G-Sul para o mercado publicitário

Publicitários, mídias e representantes de agências de propaganda e da Secretaria de Comunicação - SECOM do Governo Federal conheceram na noite desta quarta-feira (18), em Brasília, o G-Sul: movimento de mobilização político-social liderado pelas entidades de radiodifusão dos três estados do Sul, a Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão – ACAERT, a Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná – AERP, a Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão – AGERT e dos três Sindicatos das Empresas de Rádio e Televisão da Região (Sindirádio, SERT/SC e SERT/PR)

A apresentação detalhou ao mercado da comunicação da Capital Federal as características econômicas, sociais e políticas dos estados que compõe o G-Sul, além da força editorial das mais de 900 emissoras de Rádio e Televisão da região representadas pelas entidades.

“Estamos mostrando para o mercado da capital federal o diferencial da nossa região e das nossas emissoras, e como esse potencial pode ser usado em campanhas de comunicação”, destacou Caíque Agustini, presidente do SERT/PR.

Além do diferencial econômico, a apresentação teve o objetivo de ajudar o mercado da comunicação da Capital Federal a entender melhor o público, a população, o tamanho do PIB, a cultura e os índices de Desenvolvimento Humano do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná.

 “O G-Sul vem para mostrar o sul de uma forma diferente para o mercado publicitário, defendendo de forma técnica e transparente de que forma as campanhas podem ser mais assertivas se levarem em conta as características da região”, detalhou Liza Rocha, diretora comercial da ACAERT.

“O trabalho das entidades ajuda muito no apoio e no planejamento. Além da qualidade do relacionamento, esse trabalho permite que sejam feitos projetos diferenciados, com públicos específicos. E em casos de campanhas maiores, que precisam ser veiculadas em 4 ou 5 mil veículos, o trabalho das entidades ajuda a viabilizar essa veiculação, evitando retrabalho”, destaca Cecília Crespo, diretora de mídia da Calía Comunicação, agência que atende contas como a do Ministério da Saúde.

Presença

Estavam presentes represetantes das agências Artplan, NovaSB, Calía, Fields, NBS e da SECOM Federal. O evento foi prestigiado também por Moisés Queiroz, secretário de radiodifusão do Ministério de Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações que destacou a seriedade do trabalho realizado pelas entidades. “Considero a AERP, ACAERT, AGERT e os sindicatos, entidades extremamente importantes, organizadas e fundamentais para a sobrevivência da radiodifusão”.

Na manhã de quarta-feira o G-Sul foi apresentado para as bancadas parlamentes do RS, SC e PR (saiba MAIS).  

Fonte: ACAERT