Estão abertas as inscrições para o Prêmio FIESC de Jornalismo 2019

(13/05) Premiação totaliza R$ 81 mil, nas categorias texto, áudio e vídeo, a reportagens que enfoquem a economia industrial catarinense e seus temas relacionados; inscrições prosseguem até 11 de agosto

Estão abertas as inscrições ao Prêmio FIESC de Jornalismo 2019, que totaliza R$ 81 mil. Podem concorrer reportagens ou séries publicadas ou veiculadas em língua portuguesa, no período de 17 de setembro de 2018 até 11 de agosto de 2019, em veículos impressos, internet, televisão e rádio de qualquer parte do país. A proposta é reconhecer reportagens que enfoquem a economia industrial catarinense ou temas relacionados, tais como educação e qualidade de vida do trabalhador; competitividade, tecnologia e inovação; ambiente para negócios e responsabilidade socioambiental. Mais informações podem ser obtidas no site fiesc.com.br/premio .

Na edição 2019, estão mantidas as categorias texto, áudio e vídeo. Mesmo trabalhos multimídias podem ser inscritos. Nestes casos, os autores devem optar pela categoria predominante. Em cada categoria, o primeiro colocado receberá R$ 15 mil, o segundo colocado, R$ 8 mil e o terceiro, R$ 4 mil. Para a análise dos trabalhos, serão convidados cinco jurados em cada categoria. Os critérios de análise são a adequação à proposta do Prêmio (requisito fundamental); contribuição ao modelo industrial e ao setor produtivo do Estado; relevância do tema; abordagem; profundidade, e qualidade técnica (precisão, clareza, didatismo, linguagem adequada, correção, criatividade).

"A FIESC apoia e valoriza as ações da imprensa e, especialmente, reconhece as iniciativas de destaque. A imprensa e, principalmente, sua liberdade de ação, é um dos pilares da democracia", diz o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, salientando que a entidade busca manter uma relação de parceria com os veículos de comunicação e seus jornalistas, para oferecer informações de relevância para a sociedade. "Os catarinenses precisam de fontes confiáveis de informação, comprometidas com a verdade, a ética e a pluralidade de percepção”, acrescentou, lembrando que, com 30 anos de existência, o Prêmio está profundamente enraizado na FIESC.

Fonte: