Fake news preocupam mais os americanos do que terrorismo, aponta pesquisa

(10/06) O estudo revela que 53% dos entrevistados acreditam que os jornalistas são os principais responsáveis por resolver a questão das fake news

Para os americanos, as fake news representam um problema maior do que o terrorismo, a imigração ilegal, o racismo e a misoginia. É o que aponta a pesquisa Pew Research Center, realizada entre 19 de fevereiro e 4 de março de 2019.

Dos 6.127 participantes, 68% afirmaram que notícias e informações falsas têm grande impacto na confiança no governo. Cerca de 54% disseram que as fake news também têm enorme influência na confiança que as pessoas têm umas nas outras.

Os entrevistados destacam dois grupos de pessoas como as principais fontes de notícias falsas: líderes políticos e grupos ativistas. 57% dizem que os líderes políticos e os funcionários são responsáveis por muitas notícias inventadas, enquanto um pouco mais da metade, 53%, afirma a mesma coisa sobre grupos ativistas.

O estudo revela que 53% dos entrevistados acreditam que os jornalistas são os principais responsáveis por resolver a questão das fake news. Um percentual muito maior do que aqueles que dizem que a responsabilidade recai sobre o governo (12%) ou as empresas de tecnologia (9%). Com informações de Journalism & Media.

Fonte: Portal Making Of