Jeito Catarinense participa de projeto para salvar rios em Salto Veloso

(15/08) Mobilização teve o apoio da rádio Tropical FM, de Treze Tílias

O projeto Rios é coordenado pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condema) de Salto Veloso, que tem como presidente a professora Silvana Kafer. O lançamento foi realizado com uma mobilização em frente à Igreja Matriz Santa Juliana em Salto Veloso, e seguiu com uma caminhada até o Salto do Rio Veloso.

Silvana explica que o projeto surgiu na Europa e está sendo desenvolvido no Estado de Santa Catarina desde 2015 e agora, passa a ser desenvolvido em Salto Veloso, por meio de uma iniciativa do Condema, com apoio da Diocese de Caçador e entidades do município.

A presidente explica que conheceu mais sobre o projeto em um seminário realizado em Caçador, e que apontou que muitos rios da região já são considerados mortos. Este, pontua Sivana Kafer, não é o caso de Salto Veloso, onde o Rio já está bem recuperado, com mata ciliar, já que projetos ambientais são desenvolvidos há muitos anos. No entanto, ainda ocorrem muitos problemas com lançamento de dejetos no rio e lixo em suas margens.

São parceiros do projeto, as Escolas estadual e municipal, Sicoob, Associação Comercial de Salto Veloso, CRAS, Secretaria de Saúde, proprietários de áreas rurais às margens do rio, Cooperativa de Habitação, Associação de Moradores, Igreja Católica, empresas e entidades civis organizadas, além da Rádio Tropical FM, que incluiu a ação nas atividades do programa Jeito Catarinense, o Jeito Certo de Fazer as coisas.

A proposta do projeto é que cada grupo parceiro adote um trecho do rio para fazer a limpeza e o monitoramento, pelo menos uma vez por mês. A diretora da Escola de Educação Básica Cecília Vivan, Regina Biscaro Ansilieiro, destaca que o projeto vem em um momento muito importante, em que a questão da poluição do Rio Veloso está tão em evidência.

Regina pontua que junto com o projeto Rios, onde a escola já adotou uma margem de 500 metros, também serão desenvolvidas atividades integradas com o Jeito Catarinense, desenvolvido pela Associação Catarinense de Rádio e Televisão (Acaert).

A diretora lembra que participou do lançamento do projeto na Rádio Tropical, e havia uma expectativa muito grande para o início das atividades. O diretor da Tropical FM, Nereo Lopes de Lima reitera que ações como essa são muito importantes pois vão despertar nas crianças e adolescentes a conscientização ambiental em relação ao seu local de vivência e convivência, identificando o que é certo e o que é errado, por meio de cartões verdes para o que é correto e vermelho para o que é errado.

O ambientalista Quinto Patel, também participou do ato e lembrou o trabalho iniciado há mais de 40 anos, para preservação dos rios da região. Segundo ele, o trabalho desenvolvido com as escolas em uma época em que ninguém falava de preservação do meio ambiente, nos anos 70, foi muito positivo, mas ainda há muito a ser feito e por isso parabenizou a iniciativa do Condema.

Fonte: Assessoria de Imprensa ACAERT

Áudio:

Loading the player...

Tempo: 02m50s