Juarez Quadros destaca reforma da Anatel em discurso de posse

(13/10) Para o novo presidente, o setor precisa de regras claras e não intervencionistas

A cerimônia de posse do novo presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, Juarez Quadros, aconteceu na tarde desta terça-feira (11), no auditório da Anatel em Brasília (DF).

No discurso, Quadros lembrou que o setor de telecomunicações do Brasil gera 500 mil empregos diretos e possui receita de R$ 235 bilhões por ano, equivalente a 4% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Ele também aproveitou para criticar a falta de recursos da agência:

“A Anatel, mesmo superavitária nos recursos que arrecada, desempenha de forma sofrível as competências que lhe são devidas... (A Agência) terá que equacionar e modernizar seus referenciais regulatórios, sua estrutura, sua base de informações setoriais e deixar de ser refratária às críticas da sociedade”, afirmou.

Para o novo presidente, o setor precisa de regras claras e não intervencionistas. Além disso, segundo ele, o interesse público e privado deve ser respeitado, sem prevalecer um sobre o outro.

Ao concluir o discurso, Quadros ressaltou que, em 46 anos de vida profissional, assumir a presidência da Anatel será a mais “penosa, arriscada e desafiadora” experiência que terá em sua vida.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, também discursou na cerimônia e destacou a qualificação do novo presidente:

“Maduro, experiente e conhecedor dos problemas do setor. Ele assume em um momento difícil da vida pública e do cenário econômico brasileiro. A agência precisa dar uma resposta ao setor”, disse.

Kassab também destacou a importância de a Anatel trabalhar para que investidores nacionais e internacionais do setor de telecomunicações tenham segurança jurídica em seus investimentos. “Esse é o caminho para que o Brasil possa retomar o crescimento”, destacou.

“Estaremos sempre atentos quanto à qualidade dos serviços, que é um dever nosso e um direito do usuário”, concluiu o ministro.

Fonte: ABERT e ANATEL