Google lança fundo aberto contra a desinformação sobre vacinas da covid-19 voltado para veículos de comunicação

Veículos de comunicação do Brasil estão entre os elegíveis para receber os recursos

12/01/2021

O Google fez o lançamento do novo Fundo Aberto Contra a Desinformação de Vacinas COVID-19 nesta terça-feira (12). Segundo as informações publicadas pela plataforma, o objetivo é apoiar a produção de conteúdo informativo sobre a imunização contra o novo coronavírus. Para isso, serão distribuídos um incentivo de US$ 3 milhões a projetos de veículos jornalísticos de todo o mundo. Veículos de comunicação do Brasil estão elegíveis para concorrer ao financiamento, sendo que os projetos devem ser apresentados até 15 de abril. As inscrições serão encerradas no dia 31 de janeiro e poderão ser feitas clicando aqui.

As inscrições serão analisadas por uma grande equipe de profissionais do Google e de grandes instituições de pesquisa. O Fundo Aberto é mais uma etapa do apoio que o Google News Initiative (GNI) vem oferecendo no combate à desinformação sobre a pandemia e, desde 2018, já distribuiu US$ 26 milhões em financiamento para redações da América Latina. Os projetos devem ser totalmente realizados em até 12 meses após a obtenção do financiamento.

De acordo com o comunicado do Google, as inscrições qualificadas podem incluir uma parceria entre um projeto de verificação de fatos reconhecido e um veículo de comunicação voltado a uma comunidade específica, ou uma plataforma de tecnologia colaborativa para jornalistas e médicos apresentarem, em conjunto, informações falsas e suas respectivas checagens. Os projetos devem ser definidos para detectar, desmascarar e apoiar efetivamente a desinformação sobre o processo de imunização da covid-19.

Projetos bem-sucedidos mostrarão que podem atender a um amplo público com conteúdo corretivo eficaz sobre informações incorretas sobre a vacina. Todos os candidatos devem ter um histórico comprovado em atividades de verificação de fatos e desmascaramento ou parceria com uma organização com tal reconhecimento. Provas de que terceiros reconhecem a organização como verificador de fatos serão exigidos na inscrição.

Reporter: Carlos Massaro - Tudo Rádio

Últimas notícias