Rádios e TVs mobilizadas em torno da cobertura das chuvas em SC

(11/01) Destaque para os plantões, matérias especiais e a interatividade com ouvintes e telespectadores

Imagem do Bairro Rio Tavares, em Florianópolis. (crédito: Corpo de Bombeiros)

A chuva histórica registrada na região da Grande Florianópolis, e que prejudica pelo menos 20 municípios de Santa Catarina, mobiliza as equipes de jornalismo de Rádios e TVs de todo o estado desde o início da semana. Durante toda esta quinta-feira (11), após o grande volume pluviométrico da madrugada, as emissoras montaram plantões e coberturas especiais para informar os moradores das regiões atingidas pela enxurrada.

Destaque para cobertura com informações de utilidade pública, entrevistas com especialistas da Defesa Civil, meteorologistas da Epagri/CIRAM e equipes de salvamento, como o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar. Mesmo com a chuva concentrada na região litorânea, a grande presença de turistas de todo o estado para a temporada de verão ampliou a cobertura para todas regiões catarinenses.  

Coube as emissoras de rádio repassar orientações para a população em tempo real sobre rodovias obstruídas, áreas alagadas, reparos no sistema elétrico e serviços de resgate e salvamento.

Já pelas emissoras de TV, o catarinense pôde acompanhar a dimensão das chuvas. As principais redes deslocaram equipes para as áreas mais atingidas, com entradas “ao vivo”, entrevistas com autoridades e moradores.  Grandes reportagens foram ao ar nos principais telejornais.

Autoridades como o Governador Raimundo Colombo, o vice-governador Eduardo Pinho Moreira, o prefeito de Florianópolis Gean Loureiro e o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Maratelli realizaram reuniões para anunciar medidas emergenciais.

Público Interativo: áudios, vídeos e fotos

Outro destaque positivo da cobertura aconteceu com a interação do público com as emissoras, que enviou áudios, vídeos e fotos das mais diversas regiões. A interatividade com o público provou como as Rádios e TVs estão atentas aos novos canais de informação, ampliando a cobertura com uma linguagem mais dinâmica e convergente.  

Além da prestação de serviços, muitas emissoras catarinenses estão ajudando a combater a proliferação de notícias falsas na internet, desmentindo imagens ou informações divulgadas sem a confirmação de fontes oficiais ou a devida apuração dos fatos.

 

Fonte: ACAERT