Rádios Catarinenses terão linha de crédito para a MIGRAÇÃO

(28/09) Presidentes do BADESC e da ACAERT assinaram parceria que possibilita o financiamento da mudança do AM para o FM

Linha de Crédito Migração

Presidentes do Badesc e da ACAERT assinaram a parceria que facilita a Migração AM - FM (clique para ver o álbum) 

Os presidentes da Agência de Fomento de Santa Catarina – BADESC, José Claudio Caramori, da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão – ACAERT, Marcello Corrêa Petrelli, assinaram nesta quinta-feira (28), em Florianópolis, um termo de cooperação para disponibilizar uma linha de crédito para as emissoras que estão em processo de Migração AM – FM.

Denominada “Badesc Fomento”, a linha de crédito pode atender projetos de R$ 250 mil até R$ 5 milhões. O financiamento poderá ser usado para o pagamento do boleto de adaptação de outorga, a renovação do parque transmissor, treinamento da equipe e a compra de equipamentos.

“Quebra-se um paradigma no momento em que uma instituição financeira com o porte e a credibilidade do BADESC olha para o setor da radiodifusão. A migração exige um investimento importante das emissoras, que terão mais segurança com essa linha de crédito. O setor se sente valorizado e fortalecido, ajudando a imprensa regional e consequentemente o estado”, destacou Petrelli.  

 As condições de pagamento são facilitadas, com uma carência de até 18 meses e 8 anos de prazo para a quitação do financiamento. Emissoras que fizeram a migração nos últimos 12 meses também poderão ter acesso ao crédito para recomposição dos investimentos.

“Detectamos que havia essa demanda através de uma manifestação da ACAERT. A partir de então pensamos em um produto que se encaixasse no perfil das empresas de comunicação. Com a assinatura do termo,  o crédito já está disponível para todas as emissoras interessadas”, enfatizou Caramori. 

As rádios que desejam ter acesso ao crédito terão que apresentar o projeto da migração ao BADESC. Com toda a documentação aprovada, a estimativa é que financiamento seja liberado em 90 dias.  O Badesc vai disponibilizar profissionais para um atendimento personalizado, com visita nas emissoras.

Além dos presidentes das duas organizações, o BADESC também estava representado pelo Diretor Vice-Presidente e de Desenvolvimento de Negócios, Justiniano Pedroso; o Diretor Administrativo e Financeiro,  Olívio Karasek Rocha; o Diretor de Operações, João Carlos Grando; e o assessor de Desenvolvimento de Negócios, Anderson Luiz Pacheco de Souza

Condições

- Atende projetos de R$ 250 mil até R$ 5 milhões

- Taxa de juros de 1,30% ao mês. Atrelado a SELIC + SPREAD

- Possibilidade de redução da taxa para 1,10% ao mês por critérios técnicos, incluindo tipo de garantia, se já é cliente BADESC, risco de operação, se é microempresa (Lei complementar 123)

- Carência de até 18 meses e prazo total para 96 meses (8 anos)

- Alavanca de 30% de capital de giro

- Garantias necessárias de 1,25 x o valor do financiamento

- Prazo de concessão próximo a 90 dias

- Atendimento personalizado com visita técnico/comercial nas emissoras

- Possibilidade de recomposição dos investimentos para as emissoras que já executaram a migração nos últimos 12 meses

Status da Migração e Faixa Estendida

Mais de 100 emissoras solicitaram a migração em Santa Catarina. Ao todo, 21 já estão operando em FM, 19 estão em processo de migração e outras 60 terão que esperar o desligamento da TV analógica e implementação da TV Digital para migrar para a faixa estendida de FM (76 FM até 87 FM). Em Florianópolis, Blumenau e Joinville o desligamento da TV analógica já tem data definida; na capital a previsão é 31 de janeiro de 2018.

Uma portaria Interministerial assinada em 21 de setembro de 2017, entre os ministros da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, e o da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira, determinou que a partir de 1º de janeiro de 2019, os aparelhos destinados à recepção de ondas do tipo FM (frequência modulada) deverão incorporar capacidade de recepção de frequências entre 76 MHz e 108 MHz. 

Fonte: ACAERT