Regionalização da Mídia é tema de Seminário Nacional, em Brasília

(02/03) Promovido por Frente Parlamentar, evento contou com presidente da ACAERT como um dos debatedores

(*conteúdo multimídia: clique nos nomes em negrito para ouvir as entrevistas em áudio)

A Frente Parlamentar em Defesa da Regionalização da Mídia, presidida pelo deputado federal Pedro Uczai* (PT/SC), promoveu nesta quarta-feira, 02, em Brasília, o Seminário Nacional sobre Comunicação e Mídia Regional.

O evento contou com a presença do Ministro das Comunicações, André Figueiredo*, do Ministro da SECOM, Edinho Silva, do presidente da ABERT, Daniel Slaviero e do presidente da ACAERT, Rubens Olbrisch*, além de dirigentes de outras entidades ligadas ao setor da comunicação e diversos deputados federais.

"A mídia regional é onde a população se vê, onde a população acompanha diretamente seus problemas. Essa importância vai ser valorizada e potencializada pelo governo federal ". A garantia foi dada pelo Ministro das Comunicações, André Figueiredo, durante a abertura do evento.

O encontro discutiu a necessidade do Governo Federal regionalizar a publicidade institucional. O deputado federal Pedro Uczai (PT/SC) destacou que a “mídia não pode ficar concentrada no eixo Rio-SP, o fortalecimento da mídia regional passa pela democratização dos conteúdos e a descentralização dos recursos”.

 O presidente da Abert, Daniel Slaviero, disse que a mídia regional é fundamental para fortalecer os veículos locais. "Todo tipo e forma de comunicação fortalece o que é mais importante, que é a notícia, a informação e o conteúdo de sua região."

O Ministro da SECOM, Edinho Silva*, defendeu que a regionalização da mídia torna a comunicação das empresas privadas e públicas mais eficiente, já que leva em consideração “características econômicas, culturais e geográficas que valorizam também a capilaridade dos veículos locais”.

Recriada em maio do ano passado, a Frente Parlamentar em Defesa da Regionalização da Mídia consolidou o papel estratégico da mídia regional na comunicação do governo com a sociedade, mas o presidente da ACAERT lembra que os municípios pequenos também devem ser contemplados.

“Não podemos esquecer das emissoras em cidades com menos de cinco mil habitantes, a regionalização não pode acontecer levando apenas a mídia para as grandes cidades do interior”, alerta Olbrisch.

(*conteúdo multimídia: clique nos nomes em negrito para ouvir as entrevistas em áudio)

Migração também teve destaque

O evento também destacou o avanço no processo de migração das AMs para a faixa de FM. Neste mês, teve início o processo de envio da documentação ao Ministério das Comunicações. O Minicom já começou a emitir o boleto para pagamento da taxa de outorga, para as emissoras que tiveram a mudança aprovada. Em Santa Catarina, 45 emissoras foram contempladas no primeiro lote da migração (saiba mais)

O Ministro das Comunicações se comprometeu a discutir uma reivindicação das emissoras AM que estão em processo de migração, feita pelo presidente da ACAERT. Rubens Olbrisch solicitou que o “ministério avalie a possibilidade de estender de dois para seis meses o prazo do simulcasting”, período em que as rádios podem transmitir a programação nas duas faixas até a migração definitiva para o FM. "O diálogo sempre norteou nossas ações. Temos certeza de que algumas ações podem ser modificadas", reforçou André Figueiredo. (saiba mais)

Rubens Olbrisch durante discurso na abertura do evento

ABAIXO: Galeria de fotos e reportagem em áudio sobre o assunto

Fonte: Assessoria de Imprensa ACAERT com informações do Minicom

Áudio:

Loading the player...

Tempo: 04m15s

Galeria de fotos: