Sinapro/SC lança Guia de Concorrências Privadas

(22/08) Entre as questões levantadas estão a necessidade de se buscar agências sindicalizadas, limitar o número de participantes numa concorrência, definir com cuidado o briefing sobre as necessidades da empresa e a capacidade de investimento em publicidade. ACAERT apoia iniciativa.

Presentes no lançamento do Guia de Concorrências Privadas do Sinapro/SC, na noite do dia 20/08, agentes do setor e representantes de entidades apoiaram a iniciativa do Sinapro/SC de orientar a escolha de agências por parte dos anunciantes

O Sindicato das Agências de propaganda do Estado de Santa Catarina  - Sinapro/SC -  lançou, na noite de terça-feira (20/08), em Florianópolis, o Guia Para Concorrências Privadas. O evento na sede do Sindicato contou com a presença de parceiros do mercado publicitário como a Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão – ACAERT e a Associação Brasileira de Agências de Propaganda no estado, Abap/SC e agentes do setor. A presidente do Sinapro/SC, Rosa Senra Estrella relatou como se deu o trabalho que resultou no guia para orientar a escolha do anunciante por uma agência de propaganda e reafirmou a necessidade de unir a classe pelo bom nível do mercado. “Temos que valorizar o nosso trabalho, o nosso conhecimento, não podemos dispor do tempo dos nossos qualificados profissionais, cuja criatividade é seu ganha-pão, colocando-os para trabalhar sem remuneração”, enfatizou. Rosa referia-se as empresas que estão usando do artifício de ‘lançar desafios’ abertos na internet, sem limitar número de participantes e apenas remunerando a agência escolhida. “Nossa intenção é orientar o pequeno e médio anunciante, que, por muitas vezes, desconhece o processo de contratação de agência de publicidade. Por isso, além do Guia, nossos encontros regionais têm sido também para conscientizar os clientes e os agentes dos mercados menores sobre a necessidade de regulamentar o setor e evitar discrepâncias de valores”, reiterou.

A presidente do Sinapro/SC acredita que esta necessidade de regulação se tornou ainda maior com o advento da internet, quando as empresas começaram a queimar etapas. “Ficou mais prático chegar até as redes sociais e buscar seu público, então cabe a nós, do setor, saber dizer ‘não’ as tentativas de menosprezar nosso trabalho e mostrar a forma correta de proceder numa concorrência justa”, afirmou Rosa. O vice-presidente do Sinapro/SC, Felippe Malta, da agência 9mm, disse que a internet realmente mexeu com o mercado, mas também é possível aprender a usar suas ferramentas em benefício da atividade publicitária. “As redes sociais e canais como Youtube têm formas muito mais apuradas de saber quem é o seu consumidor, horário em que navega na rede, onde mora, para um planejamento muito mais preciso. Por isso devemos estar continuamente atentos às mudanças tecnológicas para criar formas mais eficientes do cliente chegar até seu público.”

Bons resultados exigem investimentos

O vice-presidente de Mercado do Sinapro/SC, Daniel Araújo, da D/Araújo, também  presidente do capítulo catarinense da Abap elogiou a iniciativa. “Um guia específico para Santa Catarina vai facilitar o trabalho de conscientização de clientes e agências do interior do estado”, salientou o publicitário.  A Abap nacional tem um guia de concorrências privadas, que serviu de modelo para o de Santa Catarina. Araújo revela que muito dessa necessidade vem da tendência dos clientes de diminuírem a remuneração e exigirem mais agilidade e resultado. “Isso é humanamente impossível. Melhores resultados exigem profissionais gabaritados e custa caro formar uma boa equipe”, argumentou.

Os veículos de comunicação aprovaram a iniciativa do Sinapro/SC. Eder Correa, diretor do SBT/SC, disse que a normatização do mercado é sempre bem-vinda. “Se toda empresa jogasse seguindo as normas, seria o cenário ideal, mas infelizmente ainda não é assim”, opinou. Para Sara Antonow, do setor de operações comerciais do grupo RBS, o guia é de fundamental importância para o mercado publicitário. “É uma evolução constante. O que vale pra ontem, não se sustenta hoje e o mesmo pode acontecer amanhã, então, é preciso estar em permanente atualização das demandas do mercado.”

O diretor da Região Norte do Sinapro/SC, Marco Antônio Alho de Freitas, da agência HcomFalcan levou exemplares para a região que concentra grandes anunciantes e agências. “O guia do Sinapro será um excelente reforço para o nosso trabalho, pois, por lá, a situação não é diferente. Uma grande empresa, esses dias, se desculpou por pular etapas no processo de contratação de publicidade”, contou.

O Guia de Concorrências Privadas do Sinapro/SC é uma orientação para o setor. Entre as questões levantadas estão a necessidade de se buscar agências sindicalizadas, limitar o número de participantes numa concorrência, definir com cuidado o briefing sobre as necessidades da empresa e a capacidade de investimento em publicidade. “Acima de tudo, gostaríamos de ser vistos como parceiros estratégicos e não apenas como fornecedores de serviços. Nossa matéria-prima é a inteligência em comunicação, e nunca abriremos mão da qualidade”, ressaltou a presidente do Sinapro/SC, Rosa Senra Estrella.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O GUIA EM PDF

Fonte: Assessoria de Comunicação Sinapro

Galeria de fotos: