Rádio do Reino Unido registra receita histórica em 2021

Números foram conquistados com a expansão digital do setor, superando a melhor marca histórica que foi observada em 2018

09/03/2022

A indústria internacional de rádio tem registrado números importantes em duas frentes: audiência e faturamento. O rádio do Reino Unido, que atinge semanalmente 89% da população local, conquistou um faturamento histórico em 2021. Os dados são do Radiocentre, órgão do setor que fica responsável por esse tipo de levantamento. Por lá, foram £ 718,7 milhões em receita publicitária no ano passado, superando o recorde histórico anterior de £ 713,6 milhões, conquistado em 2018 (valores em libras). O rádio britânico segue a linha de outros mercados que também revelaram balanços positivos, como o norte-americano.

Quer receber notícias da ACAERT? Assine a newsletter - Assine aqui e receba por e-mail

Segundo os dados do Radiocentre, esse valor de 2021 é a receita mais alta de todos os tempos e representa um crescimento de 25% ano a ano em relação a um 2020, ano em que o setor foi impactado fortemente pela pandemia da covid-19 quando o assunto é faturamento. 

Outro dado importante do levantamento é sobre a expansão digital do setor, seja no consumo (como mostra a pesquisa recente da Rajar), como também no faturamento das emissoras: "os formatos de anúncios digitais foram o elemento de crescimento mais rápido e agora representam cerca de 10% da receita total de anúncios de rádio", destaca uma reportagem do portal britânico RadioToday sobre o assunto.

Entre os setores de anunciantes que impulsionaram essa alta, está o de Viagens e Transportes, que cresceu 87% em relação ao ano anterior. Ou seja, houve um investimento forte em publicidade deste setor após o arrefecimento das restrições impostas pela pandemia da covid-19, com o rádio sendo peça importante nesse planejamento de mídia. Mas para o setor, os maiores anunciantes seguem nos segmentos Entretenimento e Lazer, Governo, Finanças e Automóveis.

"É fantástico ver as receitas em um recorde este ano, especialmente após alguns anos desafiadores. Esses números mostram que o rádio tem uma base realmente forte para construir à medida que saímos do outro lado da pandemia e demonstra que o investimento em plataformas digitais continua valendo a pena”, destaca Ian Moss, CEO da Radiocentre.

Ainda segundo a reportagem da RadioToday, houve um crescimento expressivo em anúncios por parte de marcas dos setores de motores online WeBuyAnyCar e Cinch; supermercados Tesco e Sainsbury's; e empresas de tecnologia Samsung e Amazon.

Conforme destacado pelo tudoradio.com, o rádio do Reino Unido atinge 89% da população local, ou seja, 49,5 milhões de pessoas sintonizam rádio semanalmente segundo a RAJAR (Radio Joint Audience Research).

E por qual razão olhar para lá fora?

Observa-se esses pontos de curiosidade dos números do rádio internacional para mapear possíveis mudanças de hábitos e a manutenção do consumo de rádio em diferentes países. Assim como ocorreu no ano anterior, periodicamente a redação do portal irá monitorar o desempenho do rádio nos principais mercados do mundo e, é claro, fazendo sempre uma comparação com a situação brasileira. E, como de costume, repercutindo também qualquer número confiável sobre o consumo de rádio no Brasil.

Reporter: Tudorádio.com

Últimas notícias