Brasília será primeira cidade com faixa do 5G puro liberada no país

A Siga Antenado iniciou campanha de distribuição de kits em banda Ku em Brasília e começa na semana que vem a instalar filtros FSS, no que deve ser o projeto-piloto de limpeza da faixa de 3,5 GHz e servir como referência para outras capitais

16/06/2022



O Gaispi, grupo responsável por traçar diretrizes e supervisionar a limpeza da faixa de 3,5 GHz para a chegada da 5G, reuniu-se nesta quarta-feira, 15, para acompanhar o andamento dos trabalhos da EAD (Siga Antenado) de liberação do espectro nas capitais. A Siga Antenado informou que tem número adequado de LNBs (receptores) para começar os trabalhos por Brasília, cidade que necessita de 94 receptores. Em estoque, há 97 receptores. A entidade diz que consegue instalar os equipamentos até o final do mês.

 Segundo o presidente do Gaispi, Moisés Moreira, a EAF propôs por onde começar, e justificou a escolha com base na facilidade de cumprir os requisitos para a limpeza. Brasília é uma cidade plana, mais fácil de calcular as interferências no FSS com base na topologia, e com baixa presença de TVRO nas áreas centrais.

 BRASÍLIA 5G

A Siga Antenado (EAF) é responsável por operacionalizar a limpeza, distribuindo kits de banda Ku para usuários do CadÚnico e trocando equipamentos de serviços profissionais de satélite (FSS). Há escassez de receptores para FSS no mercado brasileiro, o que levou o Gaispi a dar mais prazo para a limpeza acontecer. Inicialmente, a EAD deveria concluir os trabalhos nas capitais em 29 de junho, mas diante da falta de produtos, a data foi alterada para 29 de agosto.

A EAF já iniciou em Brasília sua campanha sobre a chegada do 5G e necessidade de distribuição de kits Ku para a população inscrita no CadÚnico. Serão distribuídos 3.321 kits aos beneficiários – que precisam também ver TV apenas com parabólica. Quem tiver sinal de TV aberta terrestre, não terá direito ao equipamento. Na próxima semana começa a instalação dos novos receptores FSS. Há expectativa quanto ao ritmo, que pode chegar à troca de 10 filtros por dia.

Quer receber notícias da ACAERT? Assine a newsletter - Assine aqui e receba por e-mail

“Será um piloto, muita coisa pode acontecer nas primeiras ativações, então será um aprendizado. Orientei a EAF que, à medida que tiverem os filtros em mãos e capacidade concreta de trabalhar em mais cidades, podemos deliberar os planos, até em reuniões extraordinárias se preciso”, falou Moreira ao Tele.Síntese. Com base no ritmo concretizado em Brasília, a EAF vai apresentar planos para iniciar a limpeza de outras capitais e liberar a faixa em cerca de seis outras capitais ainda em julho, apurou este noticiário.

Manaus deve ficar no fim da fila das ativações, por ter uma estação FSS master em localidade central da cidade. Esse tipo de estação requer mais cuidados na implantação dos filtros e a localização é um fator que gera dificuldade, pois o centro vai concentrar as antenas 5G. E quanto mais próxima a estação FSS de uma estação 5G, maior o risco de sofrer interferência.

Reporter: Telesíntese

Últimas notícias